João Azevêdo diz que só ele e Lígia são nomes fixos na gestão e mudanças são comuns

O governador avaliou como uma coisa comum, a mudança de secretários. “Vai acontecer até o último dia do meu mandato se for necessário”, comentou.

Governador se reúne com secretários (Foto: Walla Santos/Click PB)

O governador da Paraíba, João Azevêdo, afirmou que apenas ele e a vice-governadora Lígia Feliciano são nomes fixos nesses quatro anos de mandato. De resto, tudo pode mudar. A declaração foi dada antes do início da reunião administrativa com o secretariado do Estado, no Centro de Convenções de João Pessoa, na manhã desta segunda-feira (7).

O governador avaliou como uma coisa comum, a mudança de secretários. “Vai acontecer até o último dia do meu mandato se for necessário”, comentou.

Sobre a crise no PSB, o governador voltou a dizer que “partido é partido, governo é governo”. E acrescentou que se alguém da equipe não conseguir fazer essa distinção terá que deixar o Governo. Questionado se temia algum tipo de boicote interno, ele ressaltou que se for observado algum movimento no sentido de lentidão nos trabalhos, serão tomadas as providências necessárias.

De acordo com o governador, a reunião dessa segunda tem por objetivo o planejamento do último trimestre do ano. “É importantíssimo que a gente chegue no final do ano fechando as contas corretamente, com os parâmetros exigidos por lei”, disse.

Ele admitiu, no entanto, que é possível que a política, especialmente a crise no PSB, também se torne pauta. “Será aberta a fala para as pessoas então é possível que se puxe esse assunto”.

Por Click PB