Base do Flamengo volta ao trabalho com presença de sobreviventes

Com o CT do Ninho do Urubu interditado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, as atividades têm se concentrado na Gávea

Base do Flamengo volta ao trabalho com presença de sobreviventes

Os garotos das categorias de base do Flamengo voltaram nesta segunda-feira ao trabalho no clube. Pouco mais de um mês depois do incêndio e das 10 mortes no alojamento do CT do Ninho do Urubu, jogadores de 14 a 17 anos se apresentaram na Gávea para retomarem a rotina de trabalhos. Entre os atletas estão sobreviventes da tragédia, inclusive dois que se feriram e foram hospitalizados.

Com o CT do Ninho do Urubu interditado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, as atividades têm se concentrado na Gávea, onde o elenco profissional também tem treinado. Os garotos chegaram ao local pela manhã para uma reunião com os coordenadores das categorias de base para conversarem e serem apresentados ao cronograma de treinos. Neste primeiro dia não haverá atividade no campo.

Neymar Jr compra helicóptero de última geração por R$ 50 milhões

O incêndio no alojamento em 8 de fevereiro causou a morte de 10 garotos e feriu outros três. Dois deles, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo chegaram a ficar internados no hospital, mas voltaram ao trabalho no clube. O outro ferido, Jhonata Ventura, continua sob cuidados médicos e apesar de não ter previsão de alta, tem apresentado melhoras.

Outros 13 garotos que estavam no alojamento na noite do incêndio e conseguiram escapar sem ferimentos também se apresentaram ao clube nesta segunda-feira. O Flamengo decidiu realizar os treinos das categorias da base no CT do Audax, em São João de Meriti (RJ). O início será nesta terça. A categoria sub-20 terá o primeiro compromisso do ano nesta quinta, às 15 horas, pela Copa do Brasil da categoria, diante do Ceilândia-DF, em Volta Redonda (RJ).

Notícias ao Minuto Por Estadão Conteúdo